10/03/2014

Um sonho possível


O filme, com direção  e roteiro de John Lee Hancock, conquistou, aos poucos, números de público inesperados e algumas indicações ao Oscar, com a história do adolescente Michael Oher (Quinton Aaron), o Big Mike, assim conhecido pela sua altura e peso: Mike é negro, obeso, filho de uma mãe viviada e rejeitado pelo pai, com muitos traumas de infância e aparente deficiência mental. Mike encontra em Leigh Anne Tuohy (Sandra Bullock), uma "perua" rica mas de valores cristãos, a força para mudar de vida. Adotado pela família Tuohy, composta pelo pai, Sean (Tim McGraw),  um ex-jogador de basquete que abandonou a carreira por causa de uma lesão, e seus dois: a adolescente Collins (Lily Collins) e o espevitado S.J. (Jae Head).
O filme é baseado na história real do atual atacante dos Baltimore Ravens, contada no livro The Blind Side: Evolution of a Game.

Vale a pena ver: está sempre passando em algum canal da TV paga.
Minha nota: *****

09/03/2014

Liberdade


Seu amor me deu asas.

Derrubei paredes que me cercavam,

Afoguei meus medos em nossos sonhos,

Alcancei o céu e as estrelas.

 Alairce (Liz Guides)
(31/10/1975)

08/03/2014

Amor


E nunca chegamos ao fim taça, 
Por mais que a esvaziemos.

Agora,
Sei que isso é amor...

J. G. de Araújo Jorge

05/03/2014

De homens e de deuses (Des hommes et des dieux- França, 2010, 122 minutos, censura 12 anos)



Um grupo de monges franceses convivem em perfeita harmonia com a população muçulmana no vilarejo de Thibhrine, na Argélia, ex-colônia francesa, até esta relação ser quebrada por um grupo de fundamentalistas, que massacram trabalhadores e espalham o medo, no ano de 1996. Do diretor Xavier Beauvois e roteiro de Etienne Comar, concorreu ao Oscar de 2011. Vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes em 2010.
Elenco: Lambert Wilson (Christian de Chergé), Michael Lonsdale (Luc), Olivier Rabourdin (Christophe), Philippe Laudenbach (Cèlestin), Jacques Herlin (Amédée), Loïc Pichon (Jean-Pierre), Xavier Maly (Michel), Jean-Marie Frin (Paul), Abdelhafid Metalsi (Nouredine).

Minha nota: *****

Música Submersa


Não quero ser o grande rio caudaloso
Que figura nos mapas.
Quero ser o cristalino fio d’água
Que canta e murmura
Na mata silenciosa.

Helena Kolody