16/09/2011

Sina



Quando eu era menina,
a verdade parecia estar nos livros:
ali moravam as respostas
e nasciam os nomes.

Quanto mais procurei, mais me perdi
na trilha das indagações:
as respostas não vinham,
a verdade era miragem,
a busca era melhor que a
descoberta,
e nunca se chegava.

(Viver era mesmo sentir
aquela fome.)

Lya Luft
Foto: Cascata Caracol
Canela RS

14/09/2011

Sempre



Para quem ama o mundo pára,
tempos retidos
e não divididos
na alma.
O coração não tem ponteiros
e só marca o sempre.

Ou, então, é diferente
o amor que o poeta sente.

A Terra também gira,
mas parece estática!
O rio não passa,
vão-se apenas as águas
tal como as mágoas,
mas a saudade permanece.

Só eu meu bem levarei em sonhos
quando para sempre fechar os olhos.

Noel Nascimento (poeta pontagrossense)

Foto: Torres RS
Autor: Liz Guides